Artigos

ID 100212506Qual é?
O sexo – diz Freud.
O poder – exclama Nietzsche.
Riquezas – opinam muitos.
Nada disto representa o supremo e mais veemente desejo do homem. É o anseio de se ultrapassar a si mesmo, o grau de evolução em que ele se acha agora e atingir um plano possível, porém ainda distante. O que o homem de hoje atualizou não representa ainda 10% das suas potencialidades latentes.

Todo homem sente, de algum modo, obscura e longinquamente, que ele não é plenamente o que poderia ser, que as suas potências implícitas são muito maiores do que as suas realizações explícitas. Sente também, ou adivinha com seguro instinto, que nessa direção está a sua felicidade, a consecução do seu grande destino. Esse cosmotropismo da sua ignota e abismal natureza não deixa o homem
descansar.
De fato, o homem é muito mais aquilo que pode vir a ser do que aquilo que ele é, no plano das suas realidades objetivas e históricas. A sua verdadeira “natura” é aquela coisa “na(sci)tura”, aquilo que vai nascer, porque foi concebido e anda em gestação no seio misterioso do seu ser.
O homem é muito mais as suas idéias e os seus ideais do que as suas realidades conhecidas.
Se a Madalena do Evangelho tivesse sido realmente aquela “pecadora pública possessa de sete demônios”, como diz mestre Lucas e como afirmava a opinião pública, nunca teria vindo a ser aquela ardente discípula do Nazareno; da era, certamente, aquela pecadora, no foro externo, no “átrio dos pagãos” e dos profanos, isto é, no plano histórico das suas realidades objetivas acessíveis ao público – mas no foro interno, no sancta sanctorum do seu verdadeiro ser, ela era pura e virgem. E quem sabe se ela, tão pouco virgem de corpo, não era muito mais virgem de alma do que as mais castas virgens do seu tempo? Com muitos homens se havia ela acasalado – mas não casa com nenhum deles; as suas verdadeiras núpcias foram celebradas unicamente com o “Filho do homem”, e não com os filhos dos homens...
O Nazareno enxergava para além de todas as realidades objetivas do corpo da Madalena e contemplava a atitude subjetiva de sua alma. Sabia o que ela era atualmente, impura – mas sabia melhor ainda o que ela era potencialmente, pura.
Mas... o que aí vai escrito é perigoso para os profanos – só deve ser lido pelos iniciados... Para aqueles é veneno – para estes é alimento.

Huberto Rohden, Ídolos ou ideal?

Mais

Você é São Tomé? Como o "ver para crer" pode atras...
04 Jan 2017 03:02Você é São Tomé? Como o

Você certamente já ouviu que "tal pessoa é  São Tomé", ah, &e [ ... ]

O mais profundo desejo do Homem
13 Jun 2016 16:29O mais profundo desejo do Homem

Qual é?
O sexo – diz Freud.
O poder – exclama Nietzsche.
Riquezas – opinam mui [ ... ]

12 LEIS DA GRATIDÃO POUCO CONHECIDAS (que vão muda...
23 Mar 2016 00:5012 LEIS DA GRATIDÃO POUCO CONHECIDAS (que vão mudar sua vida)

1. Quanto mais você está em um estado de gratidão, mais vai atrair coisas pelas quais ser grato  [ ... ]

Sempre construa dois negócios: A sua empresa e voc...
24 Jan 2016 16:21Sempre construa dois negócios: A sua empresa e você.

Sempre construa dois negócios:
- A sua empresa, que deve funcionar independente de você
- Você, com [ ... ]

O seu melhor cartão de visitas
14 Jan 2016 19:10O seu melhor cartão de visitas

A vida é como um cartão de visitas. Calma. Eu sei que, a primeira vista (ou visita), esta compara [ ... ]

Marketing Pessoal - Conceitos e dicas que funciona...
03 Jan 2016 14:22Marketing Pessoal - Conceitos e dicas que funcionam imediatamente

Quando se fala em produto, normalmente se pensa em uma embalagem preferencialmente bonita, atrativa  [ ... ]

DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd