Artigos

montanhaEu defendo a minha meritocracia. A que diz que esforço e trabalho trazem méritos sim, e isso não é errado. Sempre haverá o esperto, o trapaceiro, o ladrão, em qualquer sistema, organização ou modo de governo.

E de acordo com a meritocracia em que eu acredito, estes (espertos, trapaceiros, ladrões...) também alcançam os seus méritos, os seus resultados, de acordo com a lei da atração, ou a lei da causa e efeito.

Eu vou me esforçar por recompensas. Eu quero ter minha vida tranquila, a minha casa, o meu sítio, os meus carros, as minhas vacas, os meus tomates, as minhas empresas, as minhas viagens, os meus sonhos, o meu ideal. E quero que muitas outras pessoas queiram e se esforcem para isso também.

Eu só vou chegar onde eu quero se eu tiver rodeado de pessoas melhores do que eu, tanto de capacidade de trabalho, de raciocínio quanto de espírito, e acredito que eu não vá conseguir jamais isso sozinho, e de maneira alguma trapaceando, pisando sobre alguém, diminuindo ou discriminando.
Mas eu quero tudo isso. E quero com todas as minhas forças. Eu quero ser mais que a maioria, e quero ajudar o maior número de pessoas a serem também. Não porque é bonito, ou porque eu acho que sou melhor, mas porque o lugar, o nível mediano em que a maioria está atualmente não é um bom lugar, segundo o meu ponto de vista. Eu acredito que eu possa mudar o mundo, e isso significa elevar o nível do maio número de pessoas possível, e não necessariamente baixar o da minoria.

Quem é podereso, rico, elite, é por algum motivo, e eu não quero julgar qual é esse motivo, pois aí sim eu estaria dizendo que sou melhor, para poder estar a ponto de julgar.

Eu vou superar os meus próprios limites, e ajudar a quem quiser superar os seus. 

Claro que tudo depende de como você vê as coisas meu caro. Você pode ser o cara que vê o copo meio cheio ou o copo meio vazio. Você pode achar que a meritocracia aumenta as diferenças, ou achar que ela incentiva o crescimento.

Aqui é o mundo da dialética. A dualidade é uma característica, e não uma escolha. Dualidade de pensamentos, de gêneros, de gostos, de sistemas políticos, de interpretações.

Na verdade, o que eu, e a grande maioria das pessoas com quem eu falo todos os dias acreditam que seja meritocracia é uma coisa que não tem nada de ruim, de mal. E eu me sinto muito bem com ela, e eu ajudo muitas pessoas a se sentirem bem com ela.

Isto, resumindo é o que eu entendo por meritocracia: Um sistema no qual você é recompensado por seu esforço e trabalho, e usa sua recompensa para que o maior número de pessoas também o sejam. Então mesmo que por aí esteja escrito que a meritocracia é uma merda, a minha meritocracia náo é, e sendo assim pode ser que a minha meritocracia seja o que estará escrito no dicionário um dia...

Mais

DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd